Crítica | Bird Box

A mais recente produção da NETFLIX, Bird Box, segue a linha dos filmes lançados ultimamente, onde não são estrondosos sucesso de público ou crítica, mas sim de poucas pretensões.

O longa, adaptado do livro homônimo de Josh Malerman, mantém-se bem fiel ao roteiro onde retrata um mundo pós-apocalíptico decorrente de uma invasão (rápida e silenciosa) alienígena, que tem como objetivo final o controle da raça humana.

Resultado de imagem para bird box filme

Embora em nenhum momento as criaturas sejam apresentadas ao espectador, podemos ter uma vaga visualização delas através de desenhos feitos por um dos “sobreviventes”.

Originalmente, essas criaturas seriam mostradas no decorrer do filme, mas foram deletadas na edição final do longa, por acreditarem que não estariam assustadores o suficiente para impor medo necessário à trama.

Imagem relacionada

A opção de trabalhar com o medo sem apresentá-lo expressamente, até que funciona. Mas sempre ficamos com aquela curiosidade quanto a aparência final da(s) criatura(s).

Contando com um elenco de peso, com nomes como Sandra Bullock, John Malkovich, Jack Weaver, Trevant Rhodes entre outros e ainda, com o indicado ao Oscar pelo filme A Chegada, o roteirista Eric Heisserer e assina direção, a ganhadora do Oscar, Suzanne Bier.

A comparação direta com o longa de sucesso deste ano, Um Lugar Silencioso, é inevitável, mesmo com propostas distintas e não causando o mesmo sucesso.

Resultado de imagem para bird box filme

Em Bird Box, uma força misteriosa dizimou a população mundial. Para os sobreviventes, uma coisa é certa: quem a vê, morre cometendo suicídio. Na busca do último refúgio existente, Malorie (Bullock) e os dois filhos terão de descer um rio traiçoeiro. E a única chance de escaparem da morte é encarar a perigosíssima jornada de olhos vendados. Ao enfrentar o desconhecido, Malorie encontra amor, esperança e um novo começo a ser descoberto.

Estou orgulhoso em reportar que o filme em si é assustador e divertido o suficiente em seus termos de humanidade, induzindo a não ter impulso…

…Susanne Bier aplica o desafio de ter um terror que não pode ser visto”, avaliou o Los Angeles Times.

Bird Box, no final das contas, é um filme OK com um suspense sempre presente, algumas pequenas falhas técnicas perceptíveis, mas que diverte o público ao longo da trama. Nada mais do que isso.

Resultado de imagem para bird box filme

E aí, concorda com tudo o que foi dito? Gostou do filme? Deixe aqui seu comentário!

Sponsored Post Learn from the experts: Create a successful blog with our brand new courseThe WordPress.com Blog

WordPress.com is excited to announce our newest offering: a course just for beginning bloggers where you’ll learn everything you need to know about blogging from the most trusted experts in the industry. We have helped millions of blogs get up and running, we know what works, and we want you to to know everything we know. This course provides all the fundamental skills and inspiration you need to get your blog started, an interactive community forum, and content updated annually.

NEWS|Série – Game of Thrones 8ª Temporada

Acredite ou não, a 8ª temporada de Game of Thrones está a caminho. E olha que está  demorando uma eternidade!

Aparentemente, uma das razões para todo esse atraso é que levou meses para concluir a filmagem da épica batalha com os White Walkers.

Resultado de imagem para game of thrones 8 temporada

A notícia desta enorme batalha vem de um relatório detalhado da Entertainment Weekly na última temporada.

O relatório afirma que o confronto com o Exército dos Mortos é esperado para ser a melhor  seqüência de ação já feita para a televisão ou cinema.

O próprio Tyrion Lannister, Peter Dinklage, disse:

É brutal. Isso faz a Batalha dos Bastardos parecer um parque temático.

Alguns membros da equipe de produção de Game of Thrones explicaram que foram necessárias 55 noites para filmar a batalha, apenas para as cenas externas!. Uma vez que as filmagens se mudaram para o estúdio, continuaram a filmar a batalha ainda por semanas.

Imagem relacionada

A 8ª temporada de Game of Thrones estréia somente em 2019. A 7ª temporada já está disponível nos canais da HBO e para compra em DVD, Blu-ray ou download digital.

Curtiu? Diz ai nos comentários!

TV|News – The Witcher na Netflix

Já sabemos desde 2017 que a Netflix estava trabalhando em uma adaptação do The Witcher, baseada na popular saga de fantasia do escritor polonês Andrzej Sapkowski.

Lauren Schmidt Hissrich, que escreveu para Os Defensores, Demolidor e Power, assinou contrato como produtora executiva.

Imagem relacionada

The Witcher Netflix data de lançamento: Quando chegará?
Ainda não houve uma data de lançamento confirmada, mas é possível que chegue em algum momento de 2019, provavelmente no final do ano.

Também sabemos que será filmado na Europa Oriental, pois não poderia existir em nenhum outro lugar, segundo Hissrich.

Além dos dois papéis principais, Geralt (Henry Cavill, o Super-homem atual) e Ciri, pelo menos temos uma sugestão de que outros personagens da série de livros de Sapkowski farão parte do programa, enquanto Hissrich twittou uma série de notas sobre os personagens de The Witcher. Estes incluem: Yennefer, Carpeado (Roach), Jaskier, Triss Merigold, Cahir, Regis e Emhyr.

Imagem relacionada

Não é confirmado que todos eles serão apresentados na primeira temporada, mas sabemos que o show será baseado na série de livros e não na adaptação do videogame.

Todos nós sabemos que tem que haver distância criativa entre os jogos e o show. Ambos são adaptações; eles não estão conectados

Os episódios de Witcher Netflix: quantos podemos esperar?
Hissrich confirmou que podemos esperar oito episódios na primeira temporada.

O enredo Witcher Netflix: O que é isso?
A sinopse na Netflix deixa claro que a série será baseada nos livros, descrevendo-a como “um conto épico de destino e família”.

Geralt de Rivia, um solitário caçador de monstros, luta para encontrar seu lugar em um mundo onde as pessoas muitas vezes se mostram mais perversas que as feras. Mas quando o destino o leva a uma feiticeira poderosa e a uma jovem princesa com um segredo perigoso, os três devem aprender a navegar juntos pelo crescente e volátil Continente.

Netflix já tem uma página de espaço reservado para The Witcher – claramente eles estão tão animados quanto nós – que dá uma breve descrição do show: “O bruxo Geralt, um caçador de monstros mutante, luta para encontrar seu lugar em um mundo onde as pessoas frequentemente se mostre mais perverso que os animais.”

Ansioso para ver como será a série será produzida?

Comente aí

REVIEW|BG: Zombicide – Green Horde

Para nossa felicidade, a maior e mais bem sucedida franquia de zumbis de todos os tempos retorna com Zombicide Green Horde.

O jogo trata-se de uma continuação direta da versão medieval, o Zombicide Black Plague. Por isso, passarei rapidamente sobre as regras e faço uma análise das novidades que esta nova edição nos trouxe.

COMPONENTES
Sem sombras de dúvidas, essa é mais uma bela produção da CMON que sempre capricha na produção de seus jogos, com belíssimas miniaturas, cartas de excelente qualidade e cartonados com ótima gramatura. Não poderíamos esperar nada menos que o padrão CMON! 

Imagem relacionada

A caixa básica, como sempre vem muito recheada, contendo 9 tiles de jogo de dois lados, 65 miniaturas de orcs zumbis (35 lerdos, 14 corredores, 14 balofos, 1 necromante e 1 abominação), 6 miniaturas e cartas de heróis, 1 catapulta mini, 6 dashboards, 6 dados, 48 marcadores e 6 bases coloridas. E ainda, 68 marcadores: 14 portas, 4 bile de dragão, 1 saída, 1 primeiro jogador, 18 de barulho, 1 de ação livre, 1 de apodrecido, 6 de barreiras/cercas vivas, 10 de objetivos e 12 de entrada de zumbis. 133 mini cartas: 1 referência de catapulta, 78 equipamentos e 54 cartas de zumbi.

O JOGO
Desta vez, a aventura que rola no background acontece no lado extremo da fronteira ocidental, em terras inóspitas que misturam o preto e o verde. Nessa região desolada, havia uma luta constante contra os orcs selvagens famintos, quando o reino é atingido pela praga zumbis.

Resultado de imagem para zombicide green horde

Mesmo antes, os orcs normais costumavam dar trabalhos nas batalhas, mas agora eles surgem após a infecção zumbi. Surgem das profundezas do reino negro, carregando consigo uma onda de destruição, onde somente a união de um grupo de bravos sobreviventes munidos de armas e magias poderosas serão capazes de conter a Horda Verde!

Seguindo basicamente a mesma premissa de seu antecessor, Zombicide Green Horde promete elevar a dificuldade e dar mais poder aos sobreviventes.

PREPARAÇÃO DO JOGO
O setup inicial do jogo é realizado basicamente na escolha da missão e pela quantidade de jogadores/sobreviventes. Para isso, separe os tiles que serão utilizados na aventura e guarde os demais na caixa. Distribua (ou sorteie) os heróis entre os jogadores e distribua também as armas iniciais. Coloque os objetivos, zonas de entrada, catapulta e portas indicados nos espaços indicados de acordo com a descrição no mapa da missão.

Imagem relacionada

É fundamental ler atentamente as instruções de cada cenário, para verificar se existe alguma regra especial e a forma e ordem para conquistar os objetivos. Deixe o monte de cartas de equipamentos e de entrada de zumbis ao lado do jogo e a carta de referência da catapulta.

AS RODADAS
Eles ocorrem exatamente como no jogo anterior, sendo dividida em 3 fases: fase dos jogadores, zumbis e fase final. No momento que os objetivos da missão são conquistados pelos sobreviventes, o jogo termina imediatamente.
Vejamos o que cada uma das fases compõe:

Imagem relacionada

FASE DOS JOGADORES
Cada jogador deve ativar seu sobrevivente, cada um na sua ordem estipulada previamente (sentido horário, anti-horário,…). Cada um dos sobreviventes possui 3 ações básicas disponíveis. São elas: mover, buscar, abrir uma porta, reorganizar/trocar, combater, encantamento, pegar ou ativar um objetivo, fazer barulho, ação de cerco (catapulta) ou não fazer nada e passar. Assim que TODOS os jogadores tiverem terminado seu turno, inicia-se a fase dos zumbis.

FASE DOS ZUMBIS
Os zumbis que já estão no tabuleiro são ativados, se movendo e/ou atacando. Zumbis atacam os sobreviventes que estão na mesma área que eles e se movem em direção aos sobreviventes visíveis, caso não aja nenhum, eles vão para a zona de maior barulho. Em seguida, entram zumbis nas zonas de entrada, na mesma ordem seguindo o sentido horário.

FASE FINAL
Nesta fase, São retiradas do tabuleiro todas as fichas de barulho presentes e o marcador de primeiro jogador vai para o jogador à esquerda do atual primeiro jogador.

Imagem relacionada

NOVIDADES EM ZOMBICIDE GREEN HORDE

OS ORCS ZUMBIS
Com a infestação zumbi, os Orcs estão maiores, mais poderosos e mais mortais do que nunca. Os Orcs lerdos infligem 2 dano no seu ataque, enquanto os Orcs balofos dão 3 e automaticamente matam os sobreviventes! Os corredores mantêm as mesmas características. Já o Orc abominação dá dano indefensável por escudos e armaduras e o necromante causa 2 de dano.

Os membros da Horda disferem somente um ataque, aplicando assim o dano indicado. E a defesa de armadura e escudo são feitos para cada um desses ataques. Não é mais possível dividir os ferimentos.

A HORDA
As cartas de entrada de zumbi em Green Horde, agrupam zumbis em uma área lateral ao tabuleiro. E assim que sair no baralho de entrada de zumbis, a carta “Entre a Horda!”, TODOS os zumbis acumulados naquele espaço, entrarão em jogo no local de ativação. Geralmente cada carta de entrada, vai adicionar um zumbi do mesmo tipo para a horda. Na carta do zumbi necromante, são adicionados um lerdo, um corredor e um balofo à horda.

Imagem relacionada

BARREIRAS
Dependendo da missão, elas poderão introduzir as barreiras. Elas naturalmente são obstáculos intransponíveis ao sobreviventes, porém é possível executar ataques à distância e habilidades, que necessitem de linha de visão para serem realizadas.

A barreira pode atrasar um pouco os zumbis, ao desviarem o seu caminho. Entretanto, se for a única rota ao seu destino, eles destroem a barreira e fazem seu movimento em seguida.

CERCAS VIVAS
As cercas-vivas bloqueiam totalmente a linha de visão de zumbis e sobreviventes, porém são transponíveis. Quando um sobrevivente atravessá-la passar por ela para uma área que não existe um sobrevivente com linha de visão, ele rola um dado. Se sair 1, aparece um lerdo na zona de destino.

Imagem relacionada

CHARCOS
Zonas de charco são zonas com muita água, o que atrapalham um pouco o movimento dos sobreviventes. Para se mover de uma área de banhado para outra, o jogador gasta uma ação adicional. Máquinas de cerco (catapulta, balestra) ao entrar em zonas de charco são destruídas automaticamente. Fogo de dragão não funcionam nessas áreas.

As zonas de charco são separadas das zonas secas por uma margem ou uma borda. A margem é uma zona fácil de passar e não traz penalidade para serem ultrapassadas. A borda possui uma linha escura que separa a área de charco e para um sobrevivente passar por elas, é preciso gastar uma ação extra. Zumbis não passam pela borda, precisam encontrar uma outra rota.

CATAPULTAS (ARMAS DE CERCO)
Um novo tipo de ação é acrescentado no Zombicide Green Horde: ações de cerco. São ações relacionadas a armas pesadas. No jogo base vem a catapulta, mas nos extras vem também a balestra. São duas ações permitidas: mover a catapulta, ou atirar gastando 3 ações para isso.

Imagem relacionada

Os tiros da catapulta acontecem em uma zona específica de no mínimo 2 espaços de distância. Não é preciso ter linha de visão, pode ser em qualquer lugar do tabuleiro e segue as regras do fogo amigo. Não é preciso recarregar, não faz barulho e seus tiros podem dar de 1 a 3 de dano, jogando de 1 a 6 dados. Se quiser jogar 6 dados, cada um vai dar somente 1 de dano (ótimo para hordas de lerdos e corredores). Para dar 2 de dano, jogam-se 3 dados e para dar 3 de dano, somente um dado é rolado. Para todos os tiros, o mínimo para acerto no dado é 4. Se a zona de destino estiver linha de visão de algum sobrevivente, o valor cai para 3.

MINHAS CONSIDERAÇÕES FINAIS
Zombicide Green Horde consegue ser o melhor de todos? Olha, pode até não ser, mas depois de várias partidas, posso dizer que a sensação e experiência são mais legais. Primeiro que quando a horda começa a se formar você fica na tensão de não dar conta. Mas, com algumas armas e habilidades de personagem e principalmente, com a catapulta, você vê que é possível. A dificuldade aumentou, balofos podem te eliminar facilmente, o lerdo e o necromante dando 2 de dano podem te dar aquela rasteira. E ainda tem aquelas “divertidas” cartas de ativação extra para te mostrar que esse jogo pode ser complicado.

Imagem relacionada

O que já era uma guerra pesada e muito estratégica, ganha proporções maiores nessa edição do jogo. As missões são difíceis, mas possíveis, as cartas de horda e necromante surgem quando você estiver menos preparado e vai precisar pensar mais como um time para ganhar o jogo. Algumas podem até alongar o jogo, o que em alguns casos pode atrapalhar a experiência.

Senti a falta de um personagem “liso” na caixa base. Nas missões para recuperar objetivos, ele seria uma boa ajuda, já que alguns cenários longos podem dificultar com hordas no meio do caminho.

A catapulta é a grande arma do jogo. Ela te ajuda a exterminar as hordas, a eliminar um necromante fujão e até a eliminar aquela abominação que acabou de entrar no tabuleiro.

A possibilidade de crossover com Black Plague e suas expansões, além das próprias expansões do Green Horde oferece uma gama infinita de aventura. Mais um jogo interessante que você vai querer colocar na mesa até terminar todas as missões e começar a criar as suas próprias aventuras!

O QUE MAIS GOSTEI EM ZOMBICIDE GREEN HORDE?

  • Produção de jogo e arte incrível;
  • Novidades que acrescentam ao jogo;
  • Ainda mais envolvente, desafiador e estratégico.

O QUE NÃO GOSTEI EM ZOMBICIDE GRRN HORDE?

  • Falta de habilidades como “liso”;
  • Algumas missões podem se alongar demasiadamente.

Indicado para Fãs de Zombicide, fãs de jogos de zumbi, jogadores de dungeon crawlers e jogos de aventura e exploração.

Resultado de imagem para zombicide green horde box

CRÍTICA|Filme: Errementari: O Ferreiro e o Diabo

No último final de semana, resolvi dar a chance para Errementari: O Ferreiro e o Diabo, uma produção original da Netflix, ambientada no País Basco, uma região dividida entre a França e a Espanha, mas que tem sua identidade e cultura próprias.

A produção é uma fantasia sombria, bem incomum das que vemos por aí, e não se trata de um filme de terror, horror ou algo sobrenatural. O enredo nos traz a história de um ferreiro que faz um pacto com o diabo, mas consegue enganá-lo e quebra o acordo sem pagar sua parte da dívida. Na realidade, trata-se de uma fábula europeia a qual não estamos muito acostumados a ouvi-la.

Resultado de imagem para errementari o ferreiro e o diabo

A história se passa no século 19 e se inicia com a chegada de um oficial do governo em uma vila pacata, no meio de uma densa e típica floresta basca, com o objetivo de investigar Patxi, o ferreiro local que, desde o suicídio de sua esposa, tem vivido em isolamento na sua casa no meio do bosque e é alvo de diversos boatos que circulam no vilarejo. Quando a jovem Usue , uma órfã criada na igreja, entra na propriedade desse homem misterioso, e sem querer toma parte da história sombria que cerca aquele local.

Não vou me aprofundar mais sobre a história, para não estragar a surpresa que o filme guarda.

Imagem relacionada

Tudo é visto através de uma fotografia de certa forma monótona, mas que se enquadra na atmosfera de “conto de fadas” e também para mostrar o belo cenário do País Basco. É particularmente notável e perceptível, o trabalho desenvolvido com um filme de baixo orçamento, preferindo assim utilizar de maquiagem e fantasias para representar seus personagens, ao invés de utilização de efeitos digitais.

Errementari – O Ferreiro e o Diabo não é uma produção muito original, mas tem um estilo de dark fantasy bem-vindo e é criativa o suficiente para se destacar em meio as demais produções originais da Netflix.

Imagem relacionada

Devido a questões que envolvam diretamente a religião, talvez algumas pessoas poderão sentirem-se um pouco desconfortadas ou incomodadas com algumas abordagens, por isso não acho que deva ser dirigido à qualquer público. Creio que vale sim como uma  viagem cinematográfica com belas fotografias e pelo conhecimento dessa lenda não muito difundida por este lado do mundo.

Trailer:

E você assistiu? Então comente aqui!

 

Série|Star Trek: Discovery irá sincronizar com o cânon

Os longos episódios e própria história de Star Trek inevitavelmente trouxeram algumas inconsistências com o tempo, mas felizmente, a nova série Discovery pretende  “sincronizar com o cânon” até o final da segunda temporada.

Resultado de imagem para star trek discovery

Questões relacionadas à continuidade têm atormentado aos fãs da série ao longo dos anos, e tem havido uma pressão extra sobre Discovery, já que se passa alguns anos antes da The Original Series.

Resultado de imagem para star trek tos

Em uma entrevista exclusiva ao site IGN, o produtor executivo Alex Kurtzman garantiu que a série terá fortes laços ao que veio antes.

Nós acabamos sincronizando com o cânon até o final da temporada. Então, muitas das coisas que todo mundo sabe sobre esses personagens-chave serão abordadas.

Um destes personagens inclui-se Spock, acrescentando:

O devemos lembrar é que este não é o Spock da Série Original. Sua vida sob aspecto emocional foi suprimida de muitas maneiras. Então ele realmente não sabe para que lado seguir. É a história de como Spock se torna o Spock que vimos na Série Original.

Kurtzman admitiu para outras mídias que discrepâncias são inevitáveis ​​em um programa como Star Trek.

…Considerando os mais de 50 anos de Star Trek, isso literalmente se torna impossível porque as pessoas decidem que querem seguir um personagem em uma série de livros depois que o programa foi cancelado, e então eles inventam histórias. E então, após 15 anos depois, um novo show virá e trará aquele personagem de volta e com isso, não se pode ser coerente com tudo…

E dado ao volume de coisas que estão por aí, é simplesmente impossível que tudo seja sincronizado perfeitamente. Então, nós damos o nosso melhor esforço.

Star Trek: Discovery vai ao ar aqui no Brasil pela Netflix

Games: Atenção aos donos de PS4!

Esta circulando na rede, uma notícia bastante preocupante que atinge diretamente aos donos do PS4.

Mensagens aparentemente inofensivas que podem chegar ao console da Sony, por usuários desconhecidos, vem danificado o PlayStation 4.

Parece que trata-se de uma solicitação para jogar online, mas com uma mensagem contendo caracteres aleatórios, além de um quadrado com um sinal de interrogação em seu interior.

O simples fato de visualizar esse quadrado na tela, seria suficiente para iniciar uma sucessão de falhas no hardware.

Veja aqui a matéria completa:

https://meiobit.com/391697/atencao-mensagem-maliciosa-estaria-danificando-playstations-4/

Se liga aí, galera! Não sei exatamente até que ponto isso possa ser verdade, mas fica a dica!

NEWS|Séries: A 6ª temporada de Vikings

Antes mesmo da quinta temporada ter terminado, os Vikings foram renovados para uma nova temporada de 20 episódios pelo History Channel.

A renovação do drama histórico surge com uma notícia de que um dos próximos episódios seria dirigido pela própria Katheryn Winnick, a Rainha Lagertha, marcando sua estréia como diretora.

Quando será o retorno da 5ª temporada?

Reestreia dia 28 de novembro de 2018.

Resultado de imagem para vikings 6 temporada

Quem do elenco estará de volta?

É difícil dizer com certeza, dado o status do programa como um dos mais violentos na TV, então podemos ter que esperar até o final da quinta temporada para confirmar quem sobreviveu.

Os fãs estão preocupados com Katheryn Winnick que estará deixando seu papel como Rainha Lagertha, já que estará por atrás da câmera.

Poderia Lagertha morrer pelas mãos de Ivar, o sem-osso, tendo assassinado a mãe de Ivar? Winnick, pelo menos, confirmou que estaria de volta para o início da temporada, proporcionando aos fãs um primeiro vislumbre de sua personagem na sexta temporada.

“Coisas terríveis acontecem a Lagertha, o que é normal, mas ela sobrevive, ela sempre sobrevive.”

Ivar, por sua vez, interpretado pelo ator Alex Hoeg Handersen, foi visto e fotografado no set para os novos episódios.

O ator russo Danila Kozlovsky também se juntará aos Vikings na sexta temporada como Oleg de Novgorod, um príncipe viking que conquistou cidades e também era conhecido como Oleg, o Profeta. Seu papel sugere que os novos episódios estão se expandindo ainda mais para o leste, já que o Oleg na vida real era um varangiano que navegou pelos rios da Ucrânia, Rússia e Belarus.

Quanto a Bjorn (Alexander Ludwig), Ubbe (Jordan Patrick Smith) e Rollo (Clive Standen) teremos que esperar para ver se eles vivem para ver a sexta temporada.

Seria fugir demais dos fatos históricos caso resolvam matar Rollo, já que na vida real viveu até uma idade madura.

“Ele não vai a lugar nenhum rapidamente. Ele não será derrubado em batalha ou algo assim.”

O que podemos esperar?

O enredo para a próxima temporada tem sido mantido em segredo, o que não é uma surpresa, já que nem sabemos o que acontecerá no resto da quinta temporada ainda.

“Os vikings evoluíram desde os primeiros ataques na Inglaterra, à morte de Ragnar Lothbrok, às ferozes batalhas do Grande Exército pagão, e agora veremos os filhos de Ragnar explorando e conquistando o mundo conhecido “.

Resultado de imagem para vikings 6 temporada

Existe algum trailer da próxima temporada (6ª)?

Ainda não. Mas em seguida há um trailer da segunda metade da 5ª temporada para os mais viciados …

E você, curte a série Vikings?

Deixe aqui seu comentário.

Gosta de games, jogos de tabuleiros, nerdices e cinema? Então seu lugar é aqui!

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora